quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Eu me apaixono

O assunto era amor quando alguém falou que eu estava tentando me “comportar como homem”.
- Como é se comportar como homem?
Colocar a razão acima da emoção, não valorizar muito os sentimentos e fazer sexo sem compromisso foram citados como exemplos.
A maioria dos homens não dá a mesma importância ao amor que mulheres.
Nem poderia dar, se não são ensinados a amar como as mulheres.
Muitos recebem, mas não sabem distribuir. Outros, sequer sabem receber.
O amor também faz parte da educação.
Para as meninas, contos de fadas e romances. Rosa, para transmitir inocência e afeto.
Para os meninos, história de heróis e carros. Azul, para simbolizar produtividade e poder.
Mulheres se entregam. Aprendem a cuidar.
Homens dominam. Aprendem a ter posse.
Se quem ama cuida, todos precisam aprender a cuidar.
Educar para o amor é um ato revolucionário.
Tentar se "comportar como homem" é em vão.
O amor transborda.
Quando percebo, está tudo alagado.
Canalizo.
Eu me apaixono.


Lara Tapety

Nenhum comentário:

Postar um comentário